H5P SCORM Packager 1.0 e E-Learning

H5P SCORM Packager 1.0 e E-Learning

Referido como o padrão de fato do e-learning, o Modelo de Referência de Objeto compartilhável de conteúdo, também conhecido como SCORM, foi patrocinado pelo Departamento de Defesa dos EUA para trazer uniformidade nos padrões de aquisição de conteúdo de treinamento e Sistemas de gerenciamento de aprendizagem. 

Há muito tempo, mas não esquecidos, são os dias em que o aprendizado era limitado apenas a livros e salas de aula. Com o desenvolvimento da tecnologia, o aprendizado virtual se transformou em um método acessível e conveniente.

O Moodle, WordPress e Drupal, que é um CMS amplamente popular para sites de educação, está em conformidade com os padrões SCORM? Como ele garante que permaneça compatível com SCORM? 

Itens entrando da esquerda em uma máquina cinza e azul saindo em pacotes marrons à direita em um fundo amarelo.


Em detalhes – O que é SCORM?

O SCORM é um conjunto de diretrizes e especificações padrão para os programadores sobre como criar LMS e conteúdo de treinamento a ser compartilhado entre sistemas. 

A agenda para trazer o SCORM era criar unidades padrão de treinamento e material educacional para serem compartilhados e reutilizados nos sistemas. 
                           
Um fundo branco com o formulário completo SCORM escrito na cor azul


O Objeto de Conteúdo Compartilhável  se refere à criação de unidades de material de treinamento on-line que podem ser compartilhadas e reutilizadas em sistemas e contextos.

O Modelo de Referência se refere aos padrões existentes no setor educacional, enquanto informa os desenvolvedores sobre como usá-los adequadamente juntos.

Trabalhando com as ferramentas de autoria para projetar e produzir o conteúdo, profissionais de e-learning, gerentes de treinamento e designers instrucionais são os que normalmente usam pacotes SCORM.

O conteúdo (usado nos cursos e no LMS) é exportado para um pacote SCORM (pasta .zip) para oferecer aos alunos um upload contínuo e suave do conteúdo.

A evolução do SCORM

Como o SCORM não foi construído como padrão desde o início e foi principalmente uma referência aos já existentes, o objetivo era criar um sistema interoperável que funcionasse bem com outros sistemas. 

Até a data, existem três versões lançadas do SCORM, cada uma construída sobre a anterior, resolvendo o problema de seu antecessor.

O SCORM 1.0 foi apenas um esboço do quadro. Não incluía nenhuma especificação totalmente implementável, mas continha uma prévia do trabalho que ainda estava por vir. 

O SCORM 1.0 incluiu os elementos principais que se tornariam a base do SCORM.  

Em outras palavras, esta versão especifica como o conteúdo deve ser empacotado. Como o conteúdo deve se comunicar com os sistemas e como o conteúdo deve ser descrito.

  • SCORM 1.1

O SCORM 1.1 foi a primeira versão implementável do SCORM. Marcou o final da fase de implementação do estudo e o início da fase de aplicação da AVD. 

  • SCORM 1.2

O SCORM 1.2 resolveu os muitos problemas que surgiram na versão 1.1. Fornecida com especificações robustas e implementáveis, esta versão apresentou aos usuários finais uma drástica economia de custos. 

Foi e continua sendo uma das versões mais usadas.

  • SCORM 2004 (1ª – 4ª edição)

A 1ª edição de 2004 permitiu que os fornecedores de conteúdo criassem regras de navegação entre os SCOs. A 2ª edição cobriu as várias deficiências da 1ª. Trouxe consigo o Advanced Distributed Learning, focado no desenvolvimento e avaliação dos protótipos de aprendizado distribuído, permitindo soluções mais eficazes, eficientes e acessíveis, centradas no aluno.

A 3ª edição removeu qualquer ambiguidade, melhorando as especificações de seqüenciamento para maior interoperabilidade.

A final e a 4ª edição foram focadas na desambiguação e adição de novas especificações de seqüenciamento. Essas especificações ampliaram as opções disponíveis para os autores do conteúdo, o que tornou ainda mais simples a criação de conteúdo seqüenciado.
 

 Infográfico sobre a evolução do SCORM


Por que você deve usar o SCORM?

Agora que temos uma idéia sobre o SCORM e sua tentativa de reduzir o caos em todo o setor, vamos saber quais benefícios ele traz. 

Aqui estão algumas das razões que podem contribuir para um enorme fator em termos de uso do SCORM.

  • É uma iniciativa pró-consumidor . Os cursos on-line são elegíveis para serem usados ​​em qualquer fornecedor compatível com LMS. Como alternativa, você pode fazer o upload dos cursos para o LMS, desde que tenha uma pasta zip.
  • Todos os LMSs de alta qualidade e as ferramentas de autoria são compatíveis com SCORM, para que possam criar e fazer parte de um grande ecossistema de interoperabilidade e confiabilidade.
  • A introdução e evolução do SCORM trouxeram uma grande redução no custo geral da entrega de treinamento. O motivo é que não há custo adicional para integrar qualquer tipo de conteúdo. 
  • O SCORM ajuda a padronizar as especificações do eLearning . O SCORM fornece um conjunto de especificações técnicas que fornecem aos desenvolvedores um plano padrão para trabalhar.

Como funciona o SCORM?

Além de orientar os programadores, o SCORM administra duas coisas principais, ou seja, empacotar conteúdo e trocar dados em tempo de execução para garantir a trabalhabilidade. 

  • O conteúdo da embalagem ou o modelo de agregação de conteúdo (CAM) define como uma parte do conteúdo deve ser apresentada no sentido físico. É necessário que o LMS exporte e importe um conteúdo de lançamento sem o uso de intervenções humanas
  • A comunicação em tempo de execução ou a troca de dados ajuda a definir como o conteúdo deve funcionar com o LMS enquanto ele está sendo reproduzido. Esta é a parte que descreve a entrega e o rastreamento do conteúdo. Eventualmente, estas são as coisas que incluem “solicitar o nome do aluno” ou “informar ao LMS que o aluno obteve 95% de teste em um teste”. 
“O SCORM recomenda que o conteúdo seja entregue em um diretório independente ou em um arquivo ZIP.”
Um bloco preto com dois blocos cinza e texto escrito neles, e outro bloco cinza conectado a dois pentágonos


Trabalho de pacotes SCORM

O SCORM recomenda que o conteúdo seja entregue em um diretório independente ou em um arquivo ZIP. Esses arquivos contêm conteúdo, definido pelos padrões SCORM e é chamado de Package Interface File (PIF) ou, em outras palavras, pacotes SCORM. 

Ele contém todos os arquivos necessários para serem entregues nos pacotes de conteúdo via ambiente de tempo de execução SCORM. 

Os arquivos de manifesto do curso são considerados o coração do sistema de empacotamento de conteúdo SCORM. O manifesto é considerado como o arquivo XML que descreve o conteúdo. 

Algumas das peças envolvidas na embalagem são:

  • Recursos 

Recursos é a lista de partes agrupadas em um único curso. Existem dois tipos de recursos que contribuem para o curso.

O primeiro é a coleção de um ou mais arquivos que compõem uma unidade lógica apresentada aos usuários. O outro é SCO ou Objeto de Conteúdo Compartilhável, que é a unidade de instruções composta de um ou mais arquivos, para se comunicar com o LMS. Ele contém principalmente a parte instrutiva ou estática de um conteúdo que é apresentado aos usuários por meio do curso. 

Os recursos devem conter uma lista completa de todos os arquivos necessários para a funcionalidade adequada dos recursos. 

Isso é feito para portar a lista para um novo ambiente e funcionar da mesma maneira. 

  • Organizações

As organizações são consideradas como o agrupamento lógico das partes dos recursos em um arranjo hierárquico. É isso que é entregue a um aluno em particular quando o item é selecionado. 

  • Metadados 

Os metadados são usados ​​para descrever elementos de um pacote de conteúdo em seu arquivo de manifesto. Eles são importantes porque facilitam a descoberta de recursos de aprendizado no pacote de conteúdo ou em um repositório. 

Quando um recurso de aprendizado pretende ser reutilizável, é uma prática recomendada descrevê-lo com metadados. 

Para descrever o conteúdo de aprendizagem, os Metadados do Objeto de Aprendizagem contêm muitos campos predefinidos.   
  • Sequenciamento

O sequenciamento é responsável por determinar o que acontece a seguir quando um aluno sai de uma SCO. Com o controle de navegação, orquestra o fluxo e o status do curso como um todo. 

No entanto, isso não afeta o modo como os SCOs operam e navegam internamente, definido pelo desenvolvedor de conteúdo.

WordPress e Drupal Com SCORM 

O WordPress e Drupal é o melhor em gerenciar o conteúdo digital, mas a tarefa de planejar, implementar e avaliar um processo de aprendizado específico pode ser melhor executada por um LMS como o Moodle.

Como o WordPress e Drupal pode se tornar uma plataforma para uma organização que oferece treinamento eficaz, gerencia alunos, progresso individual e registra resultados?

Como o WordPress e Drupal não é um LMS nativo, suas distribuições e módulos o ajudam a se tornar mais eficaz. No que diz respeito à conformidade com o SCORM, o Drupal tem o Opigno LMS como sua distribuição principal.  

logotipo azul opigno

O Opigno LMS é uma distribuição Drupal que integra a tecnologia H5P (uma estrutura de colaboração de conteúdo de código aberto baseada em javascript), que permite criar conteúdo rico em treinamento interativo. Permite manter os percursos de treinamento organizados em cursos e lições. 

Esta distribuição inclui a versão mais recente do Opigno core, que oferece ferramentas de treinamento on-line eficazes e inovadoras.

O Opigno LMS é totalmente compatível com o SCORM (1.2 e 2004 v3), que oferece um editor poderoso para gerenciamento de conteúdo, em particular, para criar o material do curso. Esses cursos podem eventualmente ser agrupados em classes para fornecer caminhos de treinamento fáceis e gerenciáveis. Note-se também que esta distribuição é a maneira mais rápida de apresentar uma plataforma funcional de e-learning pronta para uso, com usuários, cursos, certificados, etc. 

Com base nessa distribuição, o Opigno SCORM implementa o recurso SCORM no Opigno, que permite carregar e reproduzir pacotes SCORM no treinamento do Opigno e também é responsável por gerenciar e gerenciar os caminhos de treinamento organizados em cursos e lições. 

O Opigno LMS compreende uma loja de aplicativos que também permite que você instale facilmente os recursos mais recentes, sem solicitar a atualização da instalação atual. 

De acordo com os requisitos e expectativas dos alunos, o Opigno LMS pode ser resumido pela seguinte especificação:

  1. Escalável para gerenciar as dificuldades de um ambiente dinâmico e modificador
  2. Seguro e fácil de atualizar
  3. Apoiar o desenvolvimento de funcionalidades personalizadas com integração adequada com a solução principal de forma modular
  4. Aberto a permitir que cada cliente seja livre e independente
  5. E o mais importante, fácil integração com outros sistemas corporativos 

A estrutura javascript do H5P facilita a criação, o compartilhamento e a reutilização de conteúdo e aplicativos HTML5, permitindo que os usuários criem conteúdo mais rico. Com o uso do H5P, os autores podem editar e construir vídeos, jogos de apresentação, anúncios etc. Para criar uma plataforma de e-learning, a integração da estrutura HP5 e do SCORM é essencial.  

Fundo azul onde o SCORM xAPI está escrito na cor branca


O módulo H5P SCORM / xAPI permite fazer upload e visualizar pacotes SCROM e xAPI. Ele usa duas bibliotecas HP5, a saber (as bibliotecas HP5 são usadas para criar e compartilhar conteúdo e aplicativos avançados)

  1. Biblioteca H5P SCORM / xAPI para visualizar o pacote SCORM.
  2. Biblioteca H5PEditor SCORM para fazer upload e validar o pacote SCORM.

Você pode criar um novo tipo de conteúdo carregando-o na etapa anterior de um processo usando o editor H5P.

Dicas de uso

Vantagens de empacotar o conteúdo H5P no SCORM

Vantagens de empacotar o conteúdo H5P no SCORM (em comparação à incorporação de sites externos ou usando o módulo H5P embutido do seu LMS):

  • Você pode usar o H5P em qualquer LMS que suporte SCORM.
  • As pontuações são relatadas ao LMS através do SCORM.
  • Você não precisa confiar em sites externos (preocupações de privacidade, disponibilidade).
  • Você pode usar tipos de conteúdo H5P que não estão disponíveis no seu LMS.
  • Seu conteúdo nunca será alterado, portanto, as atualizações no núcleo ou nas bibliotecas do H5P não o afetarão.

Desvantagens de incluir o conteúdo H5P no SCORM:

  • Os usuários não se beneficiam do armazenamento em cache dos arquivos da biblioteca H5P no conteúdo. Isso significa que todos os arquivos JavaScript, HTML e CSS devem ser baixados para cada pacote. Se o servidor LMS estiver um pouco lento, isso poderá levar a atrasos visíveis no carregamento do conteúdo.
  • Você não pode usar o Editor H5P no seu LMS para alterar rapidamente o conteúdo. Você precisa armazenar seus arquivos H5P em um local separado e editar seu conteúdo no H5P.org ou em outro CMS compatível com o H5P (como uma instalação local do Drupal ou WordPress )
  • Você não se beneficia das atualizações das bibliotecas H5P ou do núcleo.
  • Os pacotes são um pouco maiores, pois incluem a biblioteca autônoma h5p.

Como conclusão, você só deve empacotar o H5P no SCORM se houver motivos convincentes para fazê-lo e se souber o que está fazendo ! Se você possui direitos administrativos no seu LMS e existe um módulo H5P, certamente deve instalar este módulo e fazer upload do seu conteúdo regularmente.

Em poucas palavras

Pessoas diferentes adotam o SCORM por diferentes razões. Você e sua equipe são os únicos que podem decidir se a adesão ao SCORM vale a pena ou não. 

Dependendo da natureza da sua exigência e do curso da ação, pode-se decidir qual plataforma é melhor para você. Nos da LS Gestão e Consultoria, fornecemos soluções adequadas aos nossos clientes. Entre em contato conosco para tomar a decisão certa sobre a escolha correta de uma plataforma. 

Fontes: opensenselabs.com(SCORM and E-Learning. Can Drupal Fit In?) e translate-h5p.tk

Por favor, siga e goste de nós:
H5P: um plug-in para CMS e LMS para criar conteúdo interativo HTML5

H5P: um plug-in para CMS e LMS para criar conteúdo interativo HTML5

Muitos educadores desejam criar conteúdo interativo para sua sala de aula ou curso online. Se você não é um programador de HTML5 como a maioria de nós, mas já ouviu falar que o HTML5 pode simplificar seu trabalho e fornecer uma excelente experiência na Web padrão para seus alunos, aqui está como começar.

O H5P é uma ferramenta gratuita e de código aberto que ajuda a criar conteúdo HTML5 no navegador de sua preferência e compartilhá-lo em todos os sistemas operacionais e navegadores. Para explicar mais sobre a ferramenta, disponibilizo a conversa com  Svein-Tore Griff With , desenvolvedor líder do Joubel.com , que, juntamente com sua equipe, criou o H5P. 

Don Watkins (DW): Como você entrou no código aberto?

Svein-Tore Griff With (STGW): Antes de trabalhar em tempo integral no H5P, muitos de nós na equipe principal estávamos profundamente envolvidos com projetos de código aberto. Ao longo dos anos, fomos consultados para projetos baseados no Drupal e sempre tentamos contribuir de volta para a comunidade Drupal, tanto quanto possível. O H5P está instalado em mais de 7.000 sites. É usado por centenas de universidades, incluindo universidades da Ivy League. Ele está sendo usado por grandes empresas, incluindo empresas da Fortune 50, e outras grandes organizações, como partes da ONU.

DW: Qual foi o impulso para o H5P?

STGW: O mundo do conteúdo interativo é quase medieval. Sem um formato comum para conteúdo interativo, o processo de criação visto de uma perspectiva global tornou-se muito fraturado e desorganizado. Coisas simples, como testes de múltipla escolha, são feitas repetidas vezes, não apenas para plataformas diferentes, mas também para sites diferentes. O custo de ótimos conteúdos e ferramentas interativos geralmente é extremamente alto, pois geralmente envolve a criação de outra versão personalizada.

O formato H5P é aberto e as ferramentas para criar conteúdo H5P são de código aberto. Isso garante que os criativos possuam seu próprio conteúdo e não estejam bloqueados no destino e no regime de licenciamento de uma ferramenta específica. Leia mais sobre como o H5P garante que o conteúdo permaneça seu em nosso blog .

DW: Como o H5P permite que os usuários criem conteúdo rico em sistemas de gerenciamento de conteúdo?

STGW: H5P é um plugin para os sistemas CMS e Learning Management Systems (LMS) existentes. Basta conectar o H5P e seu sistema poderá criar, compartilhar e reutilizar um ótimo conteúdo interativo. Para sistemas que ainda não possuem um plug-in H5P, é possível incorporar conteúdo usando um iframe ou o padrão LTI (Learning Tool Interoperability). Com o LTI e as APIs e especificações de suporte, é possível incorporar uma ferramenta de autoria do H5P hospedada externamente.

DW: O que há no H5P que permite detectar o dispositivo em que está sendo reproduzido; ou seja, iOS, Android, Linux, Firefox, Chrome e Internet Explorer?

STGW: Normalmente, o H5P não detecta o dispositivo em que está sendo executado, mas há alguns casos em que, por exemplo, faz o modo de tela cheia funcionar, mas geralmente é apenas um design responsivo. O H5P não pode controlar as tags de cabeçalho da página em que está sendo usada, portanto, comparamos a largura com os tamanhos das fontes para identificar pontos de interrupção para alterações no layout. Você pode ler mais sobre isso em nosso blog .

DW: Por que seu código está licenciado sob a GPL e o MIT?

STGW: Queremos que tudo seja MIT. No momento, há algum código do Drupal no núcleo do H5P para purificar o HTML. Quando isso for removido, usaremos apenas o MIT, pois a GPL é mais restritiva.

DW: Criei um servidor Moodle com o plug-in H5P e vi como ele se conectava ao recurso de questionário do Moodle para permitir a coleta de dados das respostas dos alunos. Como isso é realizado no WordPress e / ou Drupal?

STGW: Contamos principalmente com o padrão xAPI para armazenar e analisar as respostas do usuário. Além disso, economizamos tempo gasto e pontuações em todas as plataformas e temos uma integração especial com o módulo Quiz do Drupal, para que os H5Ps funcionem como perguntas do questionário. Estamos utilizando o xAPI para fazer isso funcionar.

DW: Existem ferramentas integradas no código H5P que permitem armazenar dados coletados das interações com ele?

STGW: Existem dois tipos de rastreamento no H5P. Um é o rastreamento de usuários. Aqui usamos xAPI. Cabe ao host determinar o que fazer com todos os dados xAPI gerados pelo H5P. Se o sistema host, Drupal, por exemplo, não possui um módulo de terceiros para lidar com esses dados, ele não é armazenado. No H5P.org, enviamos esses dados para o Google Analytics.

O outro tipo de plugins de relatório é enviado para o H5P.org todos os meses com dados anônimos. Ele inclui o número de autores de H5P que o site possui, o número de H5Ps de cada tipo e muito mais . Quando os plug-ins são ativados, eles fornecem um feedback muito valioso sobre como o H5P é usado e ajudam a orientar o desenvolvimento futuro do H5P. Você pode desativar esses relatórios por site.

DW: Você incentiva os desenvolvedores a se envolverem?

STGW: Definitivamente fazemos. Todo o potencial do H5P só será alcançado se estivermos sendo adotados por uma grande parte dos desenvolvedores da web no mundo. Os desenvolvedores podem se envolver de várias maneiras. Eles podem aprender como criar novos tipos de conteúdo H5P  e compartilhar seu trabalho no H5P.org . Eles podem melhorar os tipos de conteúdo H5P por meio do GitHub e participar de discussões em fóruns .

O código H5P está hospedado no GitHub .

Por favor, siga e goste de nós:
vantagens do LMS Moodle que você precisa conhecer

vantagens do LMS Moodle que você precisa conhecer

Se você não sabe o que é o Moodle, é provável que você use essa palavra para uma espécie de macarrão feito em minutos (o popular prato do sul da Ásia). Infelizmente não é. Moodle é um acrônimo para Ambiente de Aprendizagem Dinâmica Modular Orientada a Objetivos (MOODLE), desenvolvido pelo educador e programador de computadores australiano Martin Dougiamas .

É o primeiro LMS ( Open Source Learning Management System ) lançado ao público em 2002. Desde então, o Moodle é a melhor alternativa para dezenas de softwares LMS comerciais. Atualmente, cerca de 100 milhões de educadores já usaram ou ainda usam essa plataforma.

Você pode ser um deles. Aqui estão algumas características / vantagens independentes do Moodle LMS para você considerar e usar o Moodle.

Software LMS altamente configurável

O Moodle Learning Management System (ou, Moodle LMS ) é um LMS altamente personalizável. Sendo um software de código aberto, o Moodle muda continuamente ano após ano, com melhorias excepcionais incorporadas nas versões mais recentes, de sua comunidade de desenvolvedores em todo o mundo.

Como os requisitos de aprendizado / treinamento e desenvolvimento mudam em relação aos objetivos da organização, o Moodle permite que você faça ajustes no software. Adicione os plugins, temas ou qualquer outra coisa Moodle necessária. Dessa forma, você obtém o LMS perfeito.

Além disso, a grande vantagem desse fato é que você paga pelo que recebe. Os outros LMSs são um software de eLearning completo. Ou seja, você pode encontrar muitos recursos que não pode usar, mas gasta mais dinheiro ao comprar esse LMS.

Foto descrevendo o alvo certo ao usar o LMS Moodle
Foto descrevendo o alvo certo ao usar o LMS Moodle

# Moodle fala PHP simples

Se o Moodle LMS é escrito em linguagem de programação PHP, qual é o benefício para você e para mim? Bem, o PHP é conhecido por sua fácil implantação e implementação. Isso significa que o idioma abre o caminho perfeito para infinitas capacidades e expansões de funcionalidade no futuro.

Portanto, a atualização contínua do Moodle na forma de suas versões é viável. Portanto, você não ficará para trás dos seus concorrentes quando se trata de alavancar a tecnologia para requisitos de aprendizado / treinamento e desenvolvimento.

Além disso, sua flexibilidade de rodar em qualquer plataforma, como Linux, Unix, Windows, macOS e até mesmo no recém-chegado Ubuntu, fez do PHP a escolha preferida para escrever o software Moodle LMS.

Em suma, escrever o software Moodle em PHP tornou o Moodle LMS independente de qualquer plataforma, assim como sua linguagem de software.

# Muitos Plugins!

As chances são de que nenhum outro LMS, exceto o Moodle, tenha esses muitos plugins. O diretório de plugins do Moodle nos diz que há cerca de 1601 plug-ins, e eles são baixados 366,6K vezes! ( As estatísticas são obtidas no momento da redação deste artigo ).

Esses complementos oferecem uma grande flexibilidade; sempre que quiser aprimorar seu LMS, você pode adicioná-los. Caso contrário, você pode descartar o mesmo. Não é uma coisa legal?

Além disso, alguns complementos para o Moodle estão disponíveis comercialmente. Os plugins como – Edwiser RemUI, H5P, Congrea, Poodll, LearnerScript , etc., para citar alguns, não são nada menos que excelência. Plugins como esses não apenas proporcionam uma vantagem sobre os outros LMSs, mas também o tornam um ótimo substituto.

# Comunidade de especialização global

No Jurassic Park de Spielberg, John Hammond, o milionário que arrenda uma ilha para construir o parque, exala em uma cena de pânico, “em quem mais posso confiar além do especialista em dinossauros (Dr. Alan Grant)”.

Confie nos especialistas!

Porque o Moodle possui uma forte rede de 88 parceiros (no momento da redação deste artigo) e centenas de milhões de usuários, desenvolvedores, administradores, professores etc. em todo o mundo. Nenhum outro LMS possui essa rede profissional comprometida, exceto o Moodle LMS. Além disso, o Moodle HQ realiza o MoodleMoots em todo o mundo para fortalecer a comunidade e discutir qualquer coisa sobre o Moodle.

# Flexibilidade do tipo avaliação

Antes de escrever este artigo, conheci um desenvolvedor experiente do Moodle e perguntei a ele, dizendo: “qual é uma grande vantagem do Moodle (em relação a outros LMSs) que você observou ao longo dos anos como desenvolvedor, que um cidadão comum não pode encontrá-lo no Google?”

“Testes”, ele respondeu. “Eles são o coração do Moodle LMS. Diferentemente dos outros LMSs disponíveis no mercado, o Moodle oferece uma variedade de tipos de avaliação: questionário, questionários, tarefas, pontos de acesso, avaliação de tipo de áudio e vídeo, etc. tudo por um custo gratuito. ”

“Tudo depende do tipo de avaliação que melhor se ajusta aos objetivos de P&D da sua organização e, além disso, se o aprendizado não é medido para o desenvolvimento, afinal de que serve o aprendizado”, continuou o humorista.

E a linha de fundo aqui, semelhante às palavras de Hal Elrod – The Miracle Morning guy , é esta: Aprenda, meça e cresça! O Moodle LMS simplesmente facilita essa abordagem para você.

# Ferramentas de análise de aprendizagem

Você deve se lembrar dessa famosa citação de Peter Drucker : “O que é medido é gerenciado”. Como mencionei no parágrafo acima, não adianta se o seu eLearning no Moodle não for medido e analisado para obter insights acionáveis ​​para melhorar seus resultados de aprendizagem . Essas idéias do Moodle desempenharão um papel construtivo e crucial para organizações e indivíduos, para traçar o curso da ação de aprendizado, respectivamente.

Com o objetivo de obter análises de aprendizado , você encontrará mais ou menos uma dúzia de ferramentas de análise e relatórios disponíveis para o Moodle LMS. Alguns deles, como o LearnerScript , pertencem à família Moodle.

# Sistema de feedback

O sistema de feedback no Moodle é parte integrante do LMS. Isso ajuda a entender como está o seu curso, formadores / professores, métodos pedagógicos, o que de outra forma não é possível saber.

O feedback no Moodle visa melhorar a qualidade dos esforços de pesquisa e desenvolvimento. Em outras palavras, ajuda a verificar o treinamento do tipo formalidade, que é apenas um fardo e diminui as chances de um melhor ROI da sua organização. Para avaliar se seu treinamento é produtivo ou não, vários tipos de perguntas, como múltipla escolha, respostas a ensaios e, como tal, formam o feedback no sistema.

Para saber mais sobre as vantagens do Moodle LMS e seus serviços, consulte-nos agora . Há muito mais reservado para você!

Por favor, siga e goste de nós:
Recursos e Estratégias para o Ensino Online

Recursos e Estratégias para o Ensino Online

Abaixo deixo uma lista de Recursos e Estratégias para o Ensino Online indicados por Google
Innovators e Líderes do Grupo de Educadores do Brasil. Este foi produzido através de um arquivo pdf disponibilizado pelas mídias socias, acredito que possa te ajudar no dia a dia para transmitir o conhecimento de diversas formas.

Imagem de criação de sites em Curitiba marketing digital otimização de sites seo redes sociais

Recursos

Google Docs – continue nossa história
APLICAÇÃO: Para produção de texto em uma história colaborativa, cada participante pode dar prosseguimento ao parágrafo do outro. O grupo pode determinar personagens, lugares, gêneros e começar o desafio…
O jogo se amplia de acordo com o gênero: roteiro para uma peça? Brincar com rimas em uma poesia?
Transformando uma notícia como em um telefone sem fio e discutindo como um ponto aumenta o conto?
Abuse da criatividade de seu grupo!
ACESSO: http://docs.new

Use o Google Sala de Aula como Sala dos Professores
APLICAÇÃO: O Google Sala de Aula você já conhece e sabe que é maravilhoso. Mas existem algumas estratégias extras que você pode tentar e darão super certo. Neste tempo em que não só alunos, mas todos os funcionários tendem a se recolher e não se encontrar vou trazer aqui uma estratégia de não diminuir a comunicação entre os colegas. Crie uma Google sala de aula em que todos os professores da área são professores. Nesta sala de aula não coloque nenhum aluno. Assim toda a comunicação institucional fica ali. vocês podem, como estratégia, criar atividades, comunicados e disponibilizar materiais nesta sala e assim TODOS os colegas podem compartilhar nas salas de aula em que eles são professores ( as que eles tem seus alunos). Ali fica um espaço de debate e de armazenamento de material. Eu já fiz até Conselho de Classe usando esta estratégia e deu super certo. Tente também!
ACESSO: classroom.google.com

Ensino Online com Jamboard
APLICAÇÃO: Em tempos de aprendizagem online com a paralisação de escolas, que tal utilizar ferramentas digitais para promover a proximidade e interação da turma? O Jamboard é uma ferramenta digital interativa que é uma tela interativa, e tem também a versão web e
o app. O professor pode criar um Jamboard com uma pergunta e os alunos escrevem as respostas em post-its digitais. Em um jamboard, pode ter várias telas. Então, você pode ter toda uma lição estruturada lá, com referências, imagens, links, e a partir daí fazer provocações para a interação dos alunos. Pode ser utilizado em qualquer disciplina.
ACESSO: https://jamboard.google.com/

Google Forms
APLICAÇÃO: O Google Forms é uma das aplicações do Google que lhe permite criar questionários e exercícios adaptativos e com correção automática.
Antes de começar a migração para a nova vida online, nesta situação totalmente atípica, seria antes de mais nada conhecer o ambiente do seu aluno em casa. Lembre-se que em muitas casas existem mais de um aluno e nem sempre tem dispositivos suficientes e adequados, além disso é importante que tipo de conexão seu aluno usará para definir suas estratégias.
Nada mais simples que criar um Google Forms para isto. Outra estratégia interessante é criar um forms para levantar feedback dos pais, que terão um papel ainda mais importante nesse momento. ACESSO: forms.google.com

Google planilhas e os gráficos
APLICAÇÃO:Seus alunos podem acompanhar e criar diferentes planilhas com o dados significativos.
O Planilhas Google destaca os dados com tabelas e gráficos coloridos, e a partir destes dados os alunos podem realizar as curvas de crescimento e disseminação de conteúdo, e aplicar diferentes análises dos dados criados e fornecidos.
ACESSO: https://docs.google.com/spreadsheets/?usp=mkt_she
ets

Um passeio no Museu
APLICAÇÃO: Evitar lugares aglomerados faz parte dos procedimentos indicados atualmente, então quando não se pode ir ao museu, o museu vai até você. Já conhece a o Van Gogh Museum, o Musée d’Orsay em Paris, The Metropolitan Museum of Arte e a Pinacoteca de São Paulo?
O aplicativo Google Arts & Culture permite realizar um passeio virtual pelos mais famosos museus, permitindo andar pelas salas de exposição e observar as obras de arte por diferentes pontos de vista.
Aproveite para explorar o universo da cultura e da arte de uma forma interativa e divertida.
ACESSO: https://artsandculture.google.com/
Google Arts & Culture (Play store e Apple store)

Google Meet – Google Hangouts
APLICAÇÃO: As aulas serão à distância mas interação humana é fundamental!
Usar ferramentas de videoconferência periodicamente para ter contato com os alunos e permitir a interação entre a classe é super necessário!
ACESSO: meet.google.com
hangouts.google.com

Google Trends
APLICAÇÃO: Google Trends é uma ferramenta do Google que mostra as tendências de pesquisa e os termos mais buscados. Traz gráficos e comparações. É uma plataforma
super interessante para a sala de aula para explorar o pensamento crítico e analítico dos dados, explorando o letramento matemático e visual dos alunos. O interessante é fazer com que os alunos façam comparações, entendam porque a busca foi feita em determinado período, considerando contextos históricos e sociais.
ACESSO:
https://trends.google.com.br/trends/story/

Gravação de Tela – Loom, Screencastify, Screencast-O-Matic
APLICAÇÃO: Seja realizando o download, ou instalando como extensão do Google Chrome, estes recursos permitem que você grave facilmente a tela do seu dispositivo, permitindo que você organize um material de estudo que pode ser postado no Youtube, acrescentado a um Google Forms, etc.
Você pode gravar resolução de questões, tutoriais de como utilizar algum recurso, para que os alunos produzam algum material, ou até mesmo pedir que os alunos instalem e façam seus vídeos!
ACESSO: www.loom.com / www.screencastify.com /
https://screencast-o-matic.com

Alerta do Google News para atualizações importantes
APLICAÇÃO: Que tal trabalhar educação midiática com os seus alunos? O Google News é uma página de atualizações automáticas exclusivamente para o tema escolhido, que pode te ajudar com várias atividades.
Que tal trabalhar as notícias mais recentes sobre a crise atual? Ou então falar sobre as fake news que estão circulando?
ACESSO: https://g.co/kgs/a

Amigo Nada Secreto ou Como você está hoje?
APLICAÇÃO: Que tal criar uma corrente do bem e diminuir a ansiedade e aquela saudade de estar juntinho? A cada dia de trabalho a distância, uma pessoa fica encarregada de sortear ou parear os nomes dos amigos nada secretos. Os sorteados ficam responsáveis por escrever um e-mail de suporte para o seu par. Nesse e-mail vale enviar imagens bacanas, a informações importantes do dia, um desafio, uma receita para ser testada, uma sugestão de leitura, ou até mesmo um link para um filme. Ao final do dia, em um doc compartilhado as pessoas contam o que mais curtiram do e-mail que receberam. Isso vale também para manter as equipes informadas ou positivas,durante esse tempo de trabalho remoto.
ACESSO: http://mail.google.com e http://doc.new

Timelapse Google Earth
APLICAÇÃO: Ferramenta para voltar no tempo em imagens de satélite. Volte até 35 anos no passado em imagens de todo o planeta.
ACESSO: https://earthengine.google.com/timelapse/

Loom
APLICAÇÃO: O Loom é uma extensão do Chrome que grava screencast
com a tela inteira, só a tela ou só a câmera. A versão gratuita vem com o limite de 100 vídeos, mas sem limite de tempo desses vídeos e sem marca dágua, além da possibilidade de editar o vídeo dentro da plataforma web.
Porém, para ajudar nesses tempos de comunicação remota, o Loom está oferecendo uma extensão da versão Pro para mais vídeos, mas o melhor é que se sua conta de email for educacional, o Loom Pro é gratuito para a vida toda! Vale a pena verificar essa excelente ferramenta!
ACESSO: https://loom.com

MindMup 2.0 For Google Drive
APLICAÇÃO: Que tal promover a construção de mapas conceituais de forma colaborativa diretamente no seu Drive? O MindMup é um aplicativo de criação de mapas mentais que pode ser conectado ao Google Drive. Ele permite a criação de mapas criativos, coloridos, interativos (com links, arquivos, imagens e até emojis e Stickers) e dinâmicos que podem ser salvos em diversos formatos.
ACESSO: https://drive.mindmup.com/

Coggle
APLICAÇÃO: Que experimentar esse recurso online para criar mapas mentais de forma bem intuitiva? O Coggle é um aplicativo que funciona na Web e com uma conta Google você pode criar mapas públicos de forma ilimitada. Além de ser fácil e intuitivo, ele permite comentários, colaboração em tempo real e chat integrado na sua criação.
ACESSO: https://coggle.it/

Chrome Music Lab na educação musical
APLICAÇÃO: InteligênciaArtificial (IA) chegando com força total.
Jogos para compor músicas, como o Chrome Music Lab, já utilizam a IA para permitir que brinquemos de músico. Crianças, jovens e adultos estarão envolvidos em simuladores programados para experimentar situações estabelecidas pela IA. Neste caso, teoria musical junto desta tecnologia amplia os interesses dos estudantes pelo lado lúdico que a música pode
oferecer.
ACESSO: https://musiclab.chromeexperiments.com/

Animação Cells at Work
APLICAÇÃO: O Anime Cells at Work, é um manga escrito e illustrado por Akane Shimizu, disponível no Netflix e no Crunchiroll. Apresenta as células antropomorfizadas, como trabalhadoras em um corpo humano, com os dois principais protagonistas sendo um
Globulos vermelho e um Neutrófilo que ela encontra frequentemente. Cada episódio conta uma situação relacionada ao sistema imunológico do corpo e como essas células se esforçam para protegê-lo. É uma forma leve de trabalhar conceitos complexos de imunologia, e abrir espaço para discussão sobre como podemos agir frente às doenças.
ACESSO: https://www.netflix.com/br/title/81028791

Fluany: estude enquanto navega
APLICAÇÃO: O Fluany é uma extensão do Chrome para memorizar e estudar qualquer coisa, rápido e fácil enquanto você navega na Internet. Baixe a extensão e prepare a sua lista de perguntas e respostas. Pode ser de qualquer disciplina. O modelo é perguntas simples e respostas objetivas, como as respostas simples do google formulário.
Como exemplo lá já temos o conteúdo de idiomas. Crie sua lista de exercícios, baixe o modelo e envie para os alunos instalarem na sua extensão. Programe a extensão pra que em X tempo apareça uma pergunta ( de 3 em 3 minutos, de 10 em 10 minutos… simples assim!). Enquanto você navega na internet ou vê aquele vídeo no youtube… no tempo que você determinar ele vai sortear uma pergunta e te mandar.
Você navega e até aprende! É simples e legal! Baixe no Chrome Web Store!
ACESSO: https://fluany.com/

Edpuzzle: Transforme qualquer vídeo em uma aula show!
APLICAÇÃO: É uma plataforma maravilhosa que pega os vídeos (que podem ser os livres do youtube) e transforma em aulas. Coloque informações, perguntas, imagens e mais. No momento adequado ele pausa o vídeo e libera o conteúdo. deixe as suas aulas prontas
e envie para os seus alunos. Já falei que é compatível com o Google Sala de Aula? Maravilhoso!!!
ACESSO: https://edpuzzle.com/

Interação Via Vídeos – Flipgrid
APLICAÇÃO: As aulas foram interrompidas e você acha que o Ensino a Distância só pode acontecer via texto? Pois é, o Flipgrid vem para mudar exatamente esta visão. Você cria turmas, atividades e os alunos respondem a estas questões através de vídeos criados pela própria plataforma, mantendo uma comunidade fechada e evitando expor a imagem dos alunos em
outras redes sociais.
Você pode manter os vídeos moderados,ou permitir que os alunos respondam uns aos outros, mantendo a interação mesmo com cada aluno em sua casa.
Existem ferramentas que permitem que o aluno acrescente emojis, filtros e até desenhe na tela, o que funciona com alunos mais novos, mas, que também tem adeptos entre os adolescentes.
ACESSO: https://flipgrid.com

Educação Midiática e pesquisa escolar na Internet
APLICAÇÃO: Muita informação circulando mas será que podemos confiar em tudo o que está sendo compartilhado? Que tal, trabalhar com a educação midiática para informar
e separar informações reais das tendenciosas ou inválidas. E também oportunizar aos alunos criarem suas próprias criações, utilizando modelos de design prontos como o Canva.
ACESSO: https://www.canva.com/

Clube do Livro a distância
APLICAÇÃO: Esta “AWESOME TABLE” (plataforma maravilhosa, em tradução livre) já traz um modelo de template para você aproveitar a distância e pedir o resumo daquele livro que você queria que os alunos lessem já a algum tempo. É só usar o template e pedir que eles alimentem com o resumo do mesmo e incentivar a troca e a contribuição com os colegas. O
clube do livro nunca mais será o mesmo sem esta ferramenta, que depois você pode colocar no site da turma ou onde você quiser “embedar”.
ACESSO:
https://awesome-table.com/-KehByCdK6kXlQoYNtzt/preview

Incremente a vídeo-aula com um QUIZ SHOW
APLICAÇÃO: JEOPARDY não é do seu tempo, mas este jogo de pontuação, perguntas e respostas pode ser aquela “cerejinha no bolo” de quem quer dar uma aula show a distância e incrementar com uma competição saudável. Neste link siga as instruções e monte o seu próprio JEOPARDY. O segredo é escolher os temas da disciplina e as perguntas no lugar certo,
ordenando da pergunta mais fácil até a mais difícil (mais fácil vale 100 pontos, as mais difíceis valem 500 pontos). Crie uma sala de aula no Meet e marque a aula com os alunos, transmitindo ao vivo. Os alunos podem jogar respondendo as perguntas e a bagunça, que dizer, a diversão está feita. Aprender e se divertir caminhando de mãos dadas.
ACESSO: https://www.flippity.net/QuizShow.htm

Apps que são mais que livros
APLICAÇÃO: Três aplicativos que misturam livros maravilhosos, com animação e ilustração incrível, com as metas da Unesco e Experiências. Aula pronta, queridos!
Já falei que os livros são premiados!?
Os livros são interativos e mostram como a Biologia pode solucionar os grandes desafios do planeta!
ACESSO:
https://play.google.com/store/apps/details?id=air.com.storymax.frrittflacc&hl=pt_BR
Frritt-Flacc foi o único livro digital premiado entre os 10 melhores livros de 2016, de acordo com a Cátedra Unesco de Leitura
https://play.google.com/store/apps/details?id=air.com.storymax.riodeouro&hl=pt_BR
https://play.google.com/store/apps/details?id=air.com.storymax.ostras&hl=pt_BR

Aplicativo do Post-it
APLICAÇÃO: Demorou, mas a Post-it, aquele papelzinho colorido que você ama, lançou seu app.
Use-o sem moderação para fazer seus mapas mentais e considerações para não esquecer. Incentive os alunos a lerem os capítulos do livro e resumirem e organizarem os tópicos importantes em post-it’s. Se ajuda? Muito!
ACESSO:
https://play.google.com/store/apps/details?id=com.mmm.postit&hl=pt_BR

Quizizz.com – Quizes/Flashcards
APLICAÇÃO: O Quizizz é uma alternativa ao famoso Kahoot!, e conta com um banco de atividades imenso, criado por professores e alunos, revisando e praticando todo tipo de conteúdo. Os jogos podem ser passados como dever de casa para suas turmas, ou como jogos de prática. Basta achar o tópico que queira e verificar se as questões são pertinentes ao tópico que você deseja praticar.
ACESSO: https://quizizz.com/

Praticando Inglês com músicas – Lyrics Training
APLICAÇÃO: Com o Lyrics Training, você consegue praticar as palavras de suas canções favoritas, criar atividades personalizadas, e consolidar vocabulário/gramática/expressões ensinadas a seus estudantes com o que eles amam. O site/app possui dois modos: Write Mode e Choice Mode; no primeiro você tem que escrever as palavras que faltam, e no segundo escolhe uma dentre as 4 opções que há, completando a música enquanto ela toca.
ACESSO: https://lyricstraining.com

Padlet – Criando murais colaborativos e interativos
APLICAÇÃO: Aplicativo/site de infinitas aplicabilidades em aulas, utilize o Padlet para manter fórum de discussão com seus alunos; postar materiais; trocar experiências e debater textos/temas; compartilhar matérias com outros professores; compartilhar dicas de leitura, reviews e resenhas de livros; etc.
ACESSO: https://padlet.com/dashboard

Miro | Quadro branco interativo
APLICAÇÃO: Que tal criar quadros colaborativos? O Miro é um aplicativo in-crí-vel para criar mapas mentais, quadros de post-its, jornadas e outros elementos visuais de maneira colaborativa e totalmente online.
ACESSO: http://miro.com

Google Site
APLICAÇÃO: Que tal trabalhar com portfólios digitais com seus alunos?
Os alunos podem ser estimulados a organizarem suas produções de forma a demonstrarem seus percursos de aprendizagem em um determinado intervalo de tempo, como por exemplo o estudo de um determinado tema, uma situação problema específica, uma sequência didática ou trilha de aprendizagem, pesquisa orientada, atividades de um bimestre/trimestre, um ano, um curso …. e o que mais o professor puder imaginar! Para isso, experimente o Google
Sites: intuitivo, amigável e com um design moderno e atraente! Os alunos vão adorar!
ACESSO: https://sites.google.com/

PDFescape
APLICAÇÃO: A ferramenta permite colocar link em texto em pdf, ampliando a quantidade de informações em uma única imagem.
ACESSO: https://www.pdfescape.com/account/login/?des=o3F46405D1D8E9A206D145703D9EA7AA5A742A15E01CDBE7F

Trello – quadro de atividades
APLICAÇÃO: Trello é uma super mão na roda quando você precisa organizar materiais e atividades. Ele funciona como um quadro Kanban interativo. Perfeito para organizar planejamento de aulas, organizar visualmente atividades entre a fazer, fazendo e concluídas, o Trello te ajuda com alunos e seu time.
ACESSO: www.trello.com

Kahoot
APLICAÇÃO: O Kahoot é um serviço gratuito para PC, celulares Android e iPhone (iOS) que permite estudar a partir de testes de pergunta e resposta. O app possui um formato parecido com jogos de quizzes, em que as questões corretas valem pontos. É possível responder
testes de conhecimentos gerais criados pela comunidade ou produzir perguntas específicos sobre um assunto para compartilhar com os seus amigos.
ACESSO:
https://play.google.com/store/apps/details?id=no.mobitroll.kahoot.android

Podcast
APLICAÇÃO: Os podcasts podem ser temáticos, contar uma história única, trazer debates ou
simplesmente conversas sobre os mais diversos assuntos. É possível ouvir episódios avulsos ou assinar um podcast – de graça – e, assim, ser avisado sempre que um novo episódio for publicado.
ACESSO:
https://play.google.com/store/apps/details?id=com.google.android.apps.podcasts&hl=pt_BR

Quizlet
APLICAÇÃO: Crie listas de termos e compartilhe com seus alunos via Classroom. Sim! Ele gera link compartilhável com o Google Sala de Aula. A partir de uma lista você gera atividades diversas de memorização, imagens e significados, dicionários… mapas e lugares, onde você achar melhor. Além disso, você pode marcar uma live com seus alunos, disponibilizar código de acesso para uma partida virtual. Diversão à distância garantida!
ACESSO: www.quizlet.com

Edmodo
APLICAÇÃO: O Edmodo é um app que cria um ponto de encontro online para professores e estudantes, onde ambas as partes se podem conectar e colaborar uma com a outra. O app permite que você crie grupos seguros onde apenas os membros podem entrar.
Dessa forma, as pessoas fora do grupo de trabalho ou aula não poderão obter acesso ao conteúdo dentro do app.
Entre os usos mais comuns do Edmodo está a resolução e entrega de exames práticos, trabalho de casa e outras tarefas escolares. Também é usado como uma forma para encorajar os estudantes a se envolverem em diálogo sobre os temas ensinados na aula. Afinal de contas, graças a esse app, um tema de diálogo não necessita terminar após o soar da campainha.
ACESSO: https://new.edmodo.com/?go2url=%2Fhome

Socrative
APLICAÇÃO: O Socrative é uma aplicação simples de elaboração de questionários (preparação de testes, quizzes, etc.) que pode ser usada à distância para receber feedback em tempo real da aprendizagem do aluno. Através de um sistema de perguntas e respostas o professor pode recolher as respostas dos alunos, percebendo melhor a sua compreensão relativamente aos temas em estudo na aula. É uma ferramenta de apoio à aprendizagem independente ao
permitir que o aluno possa responder aos testes e quizzes seguindo o seu próprio ritmo de trabalho, progredindo de uma questão para a seguinte, com informação sobre a correção ou não das suas respostas. Os testes e quizzes podem ficar temporariamente disponíveis proporcionando a sua realização a partir de casa.
ACESSO: https://socrative.com/

Google Earth
Aplicação: Versão Web do aplicativo Google Earth.
Aplicação para estudo do globo a partir de imagens de satélite com inúmeras possibilidades como sobrevoos em 3D, pesquisas etc.
Acesso: https://earth.google.com/web/

BioDigital Human 3D
Aplicação: Atlas digital do corpo humano em 3D.
Possibilidade de estudo da anatomia completa feminina e masculina, anatomia por sistemas, anatomia por regiões.
Disponível em vários idiomas, incluindo Português.
Necessário usar conta (compatível com login Google).
Disponibiliza comunidade de outros usuários.
Acesso: https://human.biodigital.com

Anchor
APLICAÇÃO:
Gravar podcasts para seus alunos e comunidade escolar nunca foi tão fácil! De maneira muito simples e intuitiva você poderá: gravar áudios, editar, inserir efeitos e, o melhor, publicar seus episódios em todas as plataformas digitais com a facilidade de alguns cliques. As possibilidades de uso são diversas:

  • Falar sobre assuntos paralelos à sua disciplina que não poderiam ser abordados durante a aula;
  • Gravar áudio-aulas;
  • Se comunicar com os pais;
  • Compartilhar trechos de entrevistas suas ou de terceiros;
    Ahh… pedir para seus alunos criarem um podcast para usarem como diário de aprendizagem também é uma excelente idéia!
    ACESSO: Via app ou https://anchor.fm/

Giphy
APLICAÇÃO:
O Giphy, a maior plataforma de gifs da web que além de repositório é uma uma ferramenta de criação, já está repleta de gifs animados sobre diversos assuntos. Através de tag
escolhida traz animações que podem ajudar a promover o debate sobre o assunto e ilustrar materiais sobre o tema. A plataforma é também uma importante fonte para pesquisa de gifs que podem auxiliar a produção de diferentes tipos de conteúdos para EAD.
ACESSO: https://giphy.com/explore/

Mural
APLICAÇÃO:
Outra ferramenta que uso bastante no ambiente escolar é o Mural, que funciona como uma grande parede para colar notas adesivas digitais. É colaborativo, ou seja, várias pessoas podem colaborar ao mesmo tempo dentro de um mesmo mural, ecológica e o melhor, tudo fica salvo na nuvem. A versão gratuita é por 30 dias, mas como eles amam professores, basta enviar uma foto do crachá ou alguma prova do seu trabalho com a educação que você ganha a versão Pro sem custo algum.
ACESSO: https://mural.co

Twitter & Instagram | Rede Sociais
APLICAÇÃO:
Uma excelente forma para trabalhar um determinado tema com os alunos é pesquisar por # nas redes sociais. Já que as notícias se espalham muito mais rapidamente por lá, há
espaço para uma discussão superinteressante com os resultados. Então se você é professor(a) de Português você pode, após a pesquisa, pedir que os estudantes construam um infográfico (Google Draw) ou um texto (Google Docs) sobre o que é verdadeiro e o que é fake. Se você é professor(a) de matemática, você pode trabalhar com os gráficos (Google Planilhas) que demonstram como a epidemia está se espalhando. Se você é professor(a) de ciências você pode trabalhar com as informações sobre os sintomas e as
características da doença (Google Slides). História? Que tal discutir sobre a outras pandemias que já ocorreram e como as pessoas lidaram com elas sem as redes sociais (Google
Classroom). Geografia? Dá para fazer a pesquisa por região do mundo a avaliar como as pessoas estão se comportando com relação ao evento e construir uma trilha da doença
(Google My Maps).
ACESSO: twitter.com e instagram.com

Symbaloo
APLICAÇÃO:
O Symbaloo é um aplicativo baseado em nuvem que permite aos usuários organizar e categorizar links da Web na forma de botões. Para você educador(a)esta ferramenta vai
auxiliar a agrupar todas as indicações feitas aqui para melhor visualização e acesso. O potencial educativo desta ferramenta traduz-se essencialmente na possibilidade de
partilhar com os alunos um conjunto de recursos online que podem ser utilizados por estes na realização de uma tarefa (pesquisa orientada) ou como complemento de um conteúdo apresentado na aula.
ACESSO: www.symbaloo.com

Educamídia
APLICAÇÃO: Como preparar as crianças e os jovens para aprender com senso crítico e responsabilidade no século 21? O que é educação midiática?
Educação Midiática: Conjunto de habilidades para acessar, analisar, criar e participar de maneira crítica do ambiente informacional e midiático em todos os seus formatos — dos impressos aos digitais.
ACESSO: https://educamidia.org.br/

Nearpod
APLICAÇÃO: É uma plataforma online baseada em aprendizagem móvel, que possui diversas
funcionalidades para tornar uma aula mais atrativa e engajadora. Baseia-se em aprendizagem móvel porque os alunos podem acessar a aula em tempo real através de seus dispositivos móveis com um código de transmissão que o professor disponibiliza.
ACESSO: https://nearpod.com

Socrative
APLICAÇÃO: O Socrative é o seu aplicativo simples de elaboração de questionários, testes, quizzes, para um engajamento divertido e eficaz dos alunos.
Pode ser utilizado nos ChromeOS, iOS e Android.

ACESSO: https://socrative.com/apps/

Slido
APLICAÇÃO: O Slido é um aplicativo que faz as suas aulas e eventos mais interativos, pesquisando seu público em tempo real. As pesquisas ao vivo são uma maneira fácil de iniciar a conversa, verificar o conhecimento ou obter feedback instantâneo.
O Slido se integra ao seu software favorito, como Slack e Google Slides. Além disso, você pode usar o Slido com a maioria das ferramentas de videoconferência e transmissão ao vivo.
Pode ser utilizado nos ChromeOS, iOS e Android:
https://play.google.com/store/apps/details?id=com.slido.app&hl=pt_BR
https://apps.apple.com/us/app/slido-q-a-and-polling/id954596240
ACESSO: sli.do

Mentimeter
APLICAÇÃO: O mentimeter é um aplicativo e com ele você cria apresentações interativas com o editor on-line fácil de usar. Adicione perguntas, pesquisas, questionários, slides, imagens, gifs e muito mais à sua apresentação para criar apresentações divertidas e envolventes.
Quando você apresenta, seu público-alvo usa seus smartphones para se conectar à apresentação, onde eles podem responder perguntas, dar feedback e muito mais. Visualize suas respostas em tempo real para criar uma experiência divertida.

Pode ser utilizado nos ChromeOS, iOS e Android:
https://play.google.com/store/apps/details?id=com.mentimeter.voting&hl=pt_BR
https://apps.apple.com/us/app/mentimeter/id1064435577
ACESSO: https://www.mentimeter.com

Scratch
APLICAÇÃO: Com o Scratch, você pode programar seus próprios jogos, animações e histórias interativas
— e compartilhar suas criações com outras pessoas na comunidade on-line. O Scratch ajuda jovens a aprender a pensar de forma criativa, a raciocinar de forma sistemática e a trabalhar colaborativamente — habilidades essenciais para a vida no século XXI. O Scratch é um projeto do grupo Lifelong Kindergarten no Media Lab do MIT. Ele é disponibilizado gratuitamente.
Pode ser utilizado nos ChromeOS, iOS, Android, Web.
Site oficial: http://scratch.mit.edu.
https://www.voltaasaulas.aprendizagemcriativa.org/scratch
Scratch na Prática
https://sip.scratch.mit.edu/

TED TALKS
APLICAÇÃO: Você pode conferir palestras e aulas educacionais e motivacionais.
Aproveite os mais de 1.700 vídeos e áudios de palestras dos melhores pesquisadores de tecnologia, design e diversas áreas para promover um estudo online com os seus alunos.
Os alunos podem assistir as publicações online ou, se preferir, fazer download de seus materiais favoritos.
Ainda, conta com legendas em português.
ACESSO: https://www.ted.com/talks?language=pt-br

Kaizena
APLICAÇÃO: Kaizena é uma ferramenta para agregar comentários de voz e texto em documentos do Google Drive, algo muito útil para sustentar trabalhos ou para
revisá-los (para o caso dos professores). Ao terminar a revisão, poderá ser enviada uma notificação (na caixa de comentários do Google Docs, na parte superior direita) ao autor do documento para que possa visualizar e/ou escutar os comentários.
Quer saber mais?
ACESSO:
Site oficial: https://www.kaizena.com/
Download:https://gsuite.google.com/marketplace/app/kaizena/354175553078

Pear Deck
APLICAÇÃO: A plataforma permite aos professores criarem interações para suas apresentações em tempo real com seus alunos, inserindo questões, quizzes e outras atividades direto no slide que está sendo apresentado. O professor pode estar remoto e dar acesso à tela que está sendo apresentada on time. O que permite que o aluno possa ver a apresentação do
seu computador, interagir com a mesma enquanto o professor está em outro dispositivo. A plataforma interage com o Google Apresentações por meio de complemento
ACESSO:
Site oficial:https://www.peardeck.com/googleslides
Download:https://chrome.google.com/webstore/detail/pear-deck/dnloadmamaeibnaadmfdfelflmmnbajd

PTable – Tabela Periódica Dinâmica
Aplicação: Tabela periódica disponível online, possibilitando selecionar os elementos por grupo, acessar propriedades, verbete na Wikipedia etc.
Acesso: https://www.ptable.com/?lang=pt

Fonte: Documento produzido por Google Innovators e Líderes do Grupo de Educadores Google do Brasil. Atribuição-Compartilha Igual 2.5 Brasil (CC BY-SA 2.5 BR)

Aproveite e compartilhe com sua rede de contatos!!!

Por favor, siga e goste de nós:
Por que produzir um site na plataforma Moodle?

Por que produzir um site na plataforma Moodle?

precisa de um Moodle?

Aumento na busca por melhor qualificação para o mercado de trabalho e falta de tempo para voltar à sala de aula. O resultado dessa soma é a procura cada vez maior por alternativas de educação à distância. Esse cenário se tornou mais significativo nos últimos anos, segundo os últimos Censos EAD da ABED, o crescimento no número de alunos na modalidade EAD ultrapassou o de alunos em cursos presenciais. A flexibilidade de horários, a possibilidade de acessar as aulas em qualquer local, a qualidade dos materiais e tutores disponíveis, junto à oferta de cursos cada vez mais reconhecidos pelo MEC, são os principais fatores que impulsionam esse comportamento. Mas, sem dúvida, a evolução das plataformas de ensino também é uma grande motivação para a proposição de cursos online – sejam de graduação ou pós-graduação, sejam cursos livres e de extensão.

Saiba o que é Moodle

Entre os sistemas mais utilizados para esse fim está o Moodle (Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment), um software livre, surgido em 2001, voltado ao gerenciamento de atividades educacionais. Hoje, uma das plataformas mais utilizadas no mundo, o Moodle é referência como Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) e oferece diversos recursos importantes para uma boa comunicação entre professores e alunos. Implementado por diversas escolas, empresas privadas e universidades publicas e federais, atualmente o Moodle está presente em mais de 235 países, com aproximadamente 106,595
mil sites, sendo que mais de 5.000 somente no Brasil, segundo dados do Moodle.net.

Por ser um sistema de código aberto (open source), o Moodle é atualizado de forma colaborativa, por diversos profissionais de tecnologia ao redor do mundo, o que facilita a evolução constante da ferramenta. Inclusive o site Moodle.org é a maior comunidade para informações e discussões entre os usuários da plataforma. Apesar de sempre possuir uma versão oficial (hoje está na 3.8.1), o Moodle é facilmente adaptável às necessidade de quem deseja implementá-lo em seu site. Por ser projetado em linguagem PHP pode ser instalado em diversos ambientes (Linux, Windows, entre outros) e utilizado com diferentes bases de dados (MySQL, Oracle, entre outras).

Veja como o Moodle funciona e saiba para quem é indicado

O Moodle é indicado principalmente para organizações ligadas à fins educativos, sejam escolas regulares e universidades ou centros educacionais voltados à cursos de extensão de diferentes áreas. É comum que o Moodle também seja utilizado por empresas privadas, órgãos governamentais e não-governamentais, bibliotecas, instituições culturais, entre outros, com intuitos diversos, como a formação de comunidades de discussão ou mesmo como repositório digital de informações. Como qualquer outra plataforma, o Moodle pode ser utilizado para atender diferentes necessidades, podendo servir para demandas lucrativas ou filantrópicas, e podendo ser utilizado por um único professor/formador e alguns alunos ou por milhares deles.

Com uma interface bastante intuitiva, adaptada a desktops e dispositivos móveis, o Moodle é baseado em três níveis de usuário: administrator, professor e aluno. O administrador tem permissões mestres, como gerir todos os dados do sistema (disciplinas, módulos, entre outros). Também pode definir modelos de autenticação, editar a página inicial e a aparência do site, gerar relatórios, programar cópias de segurança, atualizar a versão do Moodle, entre outras funções. O tipo de usuário professor é responsável pela configuração de disciplinas, gestão de alunos, grupos, escala de notas, arquivos, tarefas realizadas pelos alunos e fóruns de discussão, ou seja, tudo que compete às aulas. Também tem permissões para análise de relatórios e gestão de cópias de segurança. Já no perfil de aluno o usuário tem acesso aos recursos mais básicos, para participação em disciplinas e atualizações de perfil próprio.

Os cursos no Moodle podem ser configurados em diversos formatos, sendo que os mais comuns é: social, onde as aulas giram em torno de um fórum na página principal; semanal, onde o curso é organizado por semanas, com datas previstas de início e fim; e em tópicos, onde os assuntos das aulas são organizados por tópicos, sem limite de tempo pré-determinado. Um site Moodle suporta milhares de cursos, que podem ser categorizados e pesquisados (em ferramenta de busca dentro do próprio site). Ainda sobre aulas, é importante destacar que uma das principais características do Moodle é o estímulo a conteúdos multimídia, já que disponibiliza diversos recursos como fóruns, enquetes, chats, glossários, diários, áudios, vídeos, questionários, editores de HTML, blogs, calendários, entre outros. São muitas as formas de trabalhar os conteúdos didáticos e estimular a interação entre alunos e professores.

Todos os recursos do Moodle são modulares, podendo ser ativados ou ocultados conforme as necessidades. As possibilidades de personalizar a interface também são diversas. É possível utilizar a ferramenta em seu layout padrão ou optar por inserir identificações visuais de sua empresa.

Como iniciar um site Moodle?

Para ter um site Moodle os passos são os mesmos seguidos para a construção de qualquer outro tipo de site. Primeiramente, você deve ter um domínio (endereço do seu site). Escolher um domínio que sintetize sua marca é muito importante, vale muito investir tempo e esforço nessa etapa.

Depois de escolhido o domínio, é importante pensar na hospedagem ideal para seu site. Nesse momento é fundamental avaliar a quantidade de acessos esperada para a página. Se sua base de alunos e professores já tem (ou pretende ter) mais de mil usuários, por exemplo, considere que os acessos mensais à página tendem a ultrapassar cinco mil, o que exige um servidor dedicado, que mantenha sua página sempre acessível – se esses números forem menores, uma hospedagem compartilhada já atende suas demandas.

Outro ponto importante a ser considerado é a quantidade de uploads de materiais a serem feitos na página. Mesmo que sua base de usuários não seja muito grande, mas seu site irá comportar um grande número de arquivos, é importante optar por um espaço em disco maior. Preparamos um material que trata justamente da hospedagem adaptada às necessidades de cada site, para que você escolha a melhor opção para seu negócio.

Com o domínio e hospedagens definidos, o próximo passo é instalar o Moodle em sua página. Você pode optar pela forma mais trabalhosa, que é baixando o arquivo do sistema diretamente no site oficial do Moodle e instalando manualmente, com o auxílio de tutoriais. Esse formato, no entanto, exige conhecimentos técnicos para garantir que tudo seja configurado corretamente

A LS Consultoria já oferece hospedagens otimizadas para a plataforma Moodle, esse processo fica muito mais fácil. Basta entrar em contato conosco e passar o domínio/pasta onde ele será instalado. Em seguida, iremos liberar as informações sobre acesso, como usuário e senha para login. Por um preço bem acessível, você já tem seu site Moodle pronto para personalizar e sair utilizando, pode ainda contar com nossa expertise e contratar a personalização e criação de cursos/atividades.

A parte de configuração de recursos do Moodle dependerá muito das necessidades de cada página. O próprio site oficial da ferramenta conta com materiais em português para adaptar o Moodle conforme desejar. De qualquer forma, a tela de configurações da ferramenta é bastante intuitiva. No menu lateral esquerdo, como administrador, você tem acesso à edição de perfil, às páginas do site, tela inicial, usuários, plugins, linguagens, e claro, à aparência de seu site (conforme imagem abaixo). Você pode escolher entre uma série de temas prontos, que são instalados automaticamente, ou optar por baixar outros temas disponíveis na internet, ou no próprio Moodle.org.

Pronto, agora que você já sabe muitas informações sobre o LMS Moodle, continue acompanhando nosso blog para mais dicas sobre essa ferramenta, e se precisar não exite em nos contratar!

Por favor, siga e goste de nós:
Mixkit – música e vídeo gratuitos para apresentações multimídia

Mixkit – música e vídeo gratuitos para apresentações multimídia

Mixkit – músicas e vídeos gratuitos para apresentações multimídia

Mixkit - Centenas de clipes de música e vídeo gratuitos para apresentações multimídia

Mixkit – Centenas de clipes de música e vídeo gratuitos para apresentações multimídia

O Mixkit é um site que oferece centenas de arquivos de música e vídeos gratuitos que você pode baixar para usar em seus projetos de multimídia. Os termos de licenciamento para ativos no Mixkit são claros. Você pode baixar vídeos e arquivos de áudio do Mixkit para reutilizar e remixar. Você não precisa dar crédito ao Mixkit, mas eles o apreciarão se você o fizer.

Para encontrar vídeos e faixas de música no Mixkit, você pode pesquisar por palavra-chave, clicar nas tags de conteúdo ou simplesmente navegar pelas galerias. Os vídeos que você encontra no Mixkit podem ser descritos como filmagens b-roll. Em outras palavras, você não encontrará vídeos dos seus programas de televisão favoritos ou canais do YouTube. Da mesma forma, a música no Mixkit é basicamente música instrumental.

Pedidos de Educação
O Mixkit pode ser um bom recurso para marcar e compartilhar com seus alunos quando eles precisarem de músicas ou vídeos para usar em seus próprios projetos de vídeo, podcasts ou outras apresentações multimídia. Se você está preocupado com o fato de seus alunos perderem tempo navegando pelas galerias do Mixkit, crie uma pasta compartilhada do Google Drive à qual você adiciona uma coleção de arquivos do Mixkit para seus alunos usarem.

Por favor, siga e goste de nós:
Precisa de um LMS Moodle?

Precisa de um LMS Moodle?

Precisa de um LMS Moodle?

Então você tem que saber disso!

Já está na hora de ir para o próximo nível em termos de gerenciamento da aprendizagem na sua organização?

Você deve saber: Seja adquirindo um novo sistema ou trocando o que você já tem, ter um LMS é um dos pontos mais importantes e mais caros dentro da estratégia de implantação de uma universidade corporativa, no entanto existe aplicações open source como o Moodle, esta pode ser uma solução viável.

Neste post quero te ajudar a enfrentar esse desafio da maneira menos dolorida possível.

O que é

Learning Management System é o sistema que permite criar uma estrutura de treinamento e gerenciar conteúdos, usuários e recursos de comunicação.

Preciso de um Moodle?

precisa de um Moodle?

Uma das principais vantagens de ter um LMS Moodle é a possibilidade de medir e gerenciar resultados e progressos. Se você tiver que escolher uma, apenas uma, variável que determine sua escolha, foque nos relatórios.

Esses não podem faltar:

 Progresso do curso (quem concluiu, iniciou, abandonou, não acessou, reprovou etc);

– Data e período de disponibilização do treinamento;

– Último acesso do usuário (onde o aluno parou o curso?);

– Tempo gasto no curso e nas suas atividades (acessou fórum? respondeu avaliação de reação? fez a prova?);

– Cursos ativos e inativos;

– Cursos mais visualizados;

– Respostas das Avaliações de Conhecimento (qual a pergunta com maior percentual de erro?); 

– Taxa de evasão (por curso, por tela do curso)

– Relatório por filial;

– Avaliação de reação detalhada;

– Lista de presença.

Benefícios

Acesso 24×7

Os alunos podem acessar os treinamentos on-line a qualquer momento e em qualquer lugar, além de poder retornar ao curso para tirar dúvidas sempre que quiser.

Savings em estrutura de treinamento, acomodações, deslocamentos…

Não há necessidade de tirar o funcionário de seu posto de trabalho para treiná-lo, ele pode realizar o treinamento quando melhor lhe convier (a ele e ao seu gestor).

Equidade e centralização no acesso às informações

Todos receberão a mesma informação, evitando ruídos na comunicação.

Tomada de decisão consistente

Por meio de variados relatórios é possível colher dados fiéis que apoiem tomadas de decisão estratégicas.

Gestão do conhecimento

Compartilhar conhecimento por meio de fóruns, chats e mecanismos de gamificação gera motivação e engajamento entre os funcionários.

Geração de renda

Via um bom LMS você pode vender treinamentos para parceiros que necessitem de conhecimentos de sua indústria. Por exemplo: uma empresa de energia elétrica pode oferecer cursos de trabalho em altura para outras empresas que necessitem desse conhecimento.

O que considerar?

Espero que você possa explorar todas as potencialidades de um LMS, como:

Ferramentas de apoio à aprendizagem

– avaliação

– conteúdos

– repositórios

– glossário

– suporte à diferentes tipos de treinamento (mobile, social, flipped, presencial, gamificação etc) 

Ferramentas de comunicação

– fórum e chat

– webconference

– wiki

– interface amigável e moderna

– customização de acordo com o guideline corporativo

– catálogo de cursos

– notificações de novos cursos e progresso para o aluno

Ferramentas de gestão

– administração de usuários

– administração de perfis e responsabilidades

– suporte ao aluno

Ferramentas de gestão

– administração geral

– relatórios

– frequência e consistência de melhorias e recursos

– certificados

Acima, cometei com você sobre o que é um LMS, citando o Moodle, quais os benefícios de se ter essa plataforma e o que tipos de ferramentas de apoio podem ser interessantes que o LMS apresente.

Agora vamos falar sobre o processo de compra e vou denunciar alguns erros para que você não caia em armadilhas. vamos lá:

Processo de compra

1.      Definir necessidade

Qual o propósito de ter um LMS? Quais problemas serão solucionados com a compra de um LMS?

Procure respostas SMART (específico, mensurável, alcançável, relevante, temporal) para esses questionamentos, por exemplo:

– aumentar a produtividade dos funcionários em 20% até o final de ano por meio de aplicação de treinamentos online;

– alcançar o objetivo da companhia de aumentar o nível de satisfação do cliente em todas as empresas do grupo em 25% por meio de treinamentos a funcionários geograficamente dispersos;

– diminuir o tempo de treinamento de novos funcionários de 2 meses para 2 semanas até o final do próximo semestre;

– diminuir os custos de treinamento em 30% até o final do ano reduzindo despesas de acomodação, alimentação e deslocamento de alunos e instrutores.

Conhecer seu público

Uma vez definida a necessidade, é hora de conhecer a fundo a quem o LMS deve servir. Isso faz toda diferença na hora de escolher a plataforma que oferece os melhores recursos, por exemplo:

– se você é uma instituição de ensino ou tem um público jovem a ser atendido, seu foco provavelmente estará em garantir engajamento do aluno por meio de gamificação, social learning, ferramentas colaborativas etc;

– se sua organização é composta por executivos atarefados, então talvez precise voltar seus olhos para soluções mobile;

– sua empresa está em vários países? Então é primordial que você tenha uma plataforma multi-idiomas.

E mais: você pretende atender parceiros ou vender cursos na sua plataforma? Considere as necessidades desses públicos.

2. Definir requisitos de implementação

Aqui vamos tratar de especificações técnicas, funcionalidades, suporte da plataforma e orçamento. Nesta etapa pode ser importante envolver a área de TI de sua empresa para entender questões de segurança da informação.

Cada organização terá suas especificidades, mas algumas coisas são comuns a todas, por exemplo:

– certificados;

– relatórios;

– área de acesso para instrutores;

– integração de conteúdo de acordo com os padrões SCORM e TinCAN;

– diferentes perfis de acesso, de acordo com os papeis e responsabilidades de cada um.

Nesta etapa você já terá condições de optar por um LMS exclusivo, desenvolvido para suas necessidades e instalado no servidor da empresa, ou um LMS na nuvem (Cloud LMS).

Os custos envolvidos na aquisição de um LMS podem envolver: licença, implementação, customizações e upgrades. Há algumas maneiras de se apresentar essa cobrança:

– por número de cursos disponíveis na plataforma, independentemente do número de usuários;

– por número máximo de usuários durante determinado período (mensal, semestral, anual);

– por usuários ativos na plataforma;

– por recursos ou módulos oferecidos (módulo Relatório, módulo Avaliação etc)

– licença perpétua.

Considere tudo isso no seu orçamento.

E, por último, mas não menos importante: cronograma! O tempo de conclusão desse projeto terá como base:

– tipo de LMS (um Cloud leva menos tempo);

– necessidade de customização para o seu negócio (quanto mais específico ou regulado o seu negócio for, mais tempo será investido aqui);

– disponibilização ou migração de materiais (se os cursos ainda serão produzidos ou se precisarão de ajustes para se adequar ao novo LMS. No mínimo, HTML5 e SCORM!).

3. Pesquisa de mercado

Agora que você conhece suas necessidades e suas limitações, veja o que o mercado oferece:

– faça benchmarking em empresas com necessidades parecidas com as suas;

– elabore um bom briefing com as informações que você apurou até aqui e chame os principais players de mercado para uma conversa;

– navegue no site desses potenciais fornecedores – geralmente já dá pra ter um “cheirinho” do sistema;

– peça um trialsinta a experiência do LMS.

4. Avalie o LMS

Concluída a etapa anterior, você provavelmente tem dois ou três fornecedores que se encaixam no perfil que você busca.

Se o seu quadro de funcionários contempla um Analista de Implementação ou uma equipe especialista em treinamento, perfeito! Se não, busque um especialista para te ajudar nesse momento. Eu terei prazer em te ajudar nessa missão!

É importante que o maior número de áreas impactadas pela implantação do LMS participe dessa escolha, assim você já mitiga um dos principais riscos do projeto: não atender as necessidades específicas de um cliente interno.

Esse período de avaliação deve te trazer algumas respostas:

– Esse LMS atende as necessidades da organização?

– Qual o diferencial de cada fornecedor?

– Qual o custo da implementação? Lembre-se de considerar os custos indiretos.

– Quão flexível é o sistema?

– Faz integração com seus outros sistemas de gerenciamento?

– As atualizações e melhorias são frequentes?

– Qual o tempo médio de resolução de problemas?

– Qual o nível de suporte durante a implantação da plataforma?

– Como acontecerá a migração dos cursos e materiais que você já tem?

– As tarefas são essencialmente automáticas ou manuais?

5. Fechando negócio

Tenha em mente que escolher o melhor fornecedor entre suas opções é apenas metade do caminho (ou já é metade do caminho, se você vê o copo cheio!). Feito isso, agora é hora de:

– Comunicar a decisão a todos os envolvidos;

– Estabelecer um plano de ação e defina os papeis e responsabilidades de cada um dos envolvidos;

E, por último, sugiro que você avalie realizar a implementação por etapas, escolha uma escola de treinamento e siga em frente, mitigue riscos, aprenda com os erros e procure solucioná-los antes de passar para a próxima escola;

Erros comuns que devem ser evitados

São muitos fornecedores oferendo as melhores plataformas, por isso fique atenta para não cair em armadilhas.

  • Quero, posso, preciso?

Nenhuma plataforma vai resolver todos os seus problemas, pior ainda se você não conhece todos seus problemas! Avalie a real necessidade de ter um LMS, tenha clareza sobre quais são os objetivos e estratégias de treinamento da sua empresa. Pense a longo prazo!

  • Não deu match!

Cada empresa tem necessidades específicas, não é porque uma organização usa o LMS X-y-Z que você deve optar pelo mesmo. Verifique se as necessidades da sua organização são plenamente atendidas pelo fornecedor.

  • Pediu trial?

Faça um test drive na ferramenta, perceba a sua lógica, navegabilidade e analise cada detalhe.  Caso o fornecedor se negue, descarte-o antes que seja tarde!

  • Evitar DR

Converse sobre os planos futuros do fornecedor, peça que ele apresente um road map das atualizações e melhorias da plataforma.

  • Não falar de dinheiro

Ter um LMS não é um investimento que se faz apenas uma vez, considere os custos decorrentes de novas versões e de customizações e melhorias específicas para o seu negócio. É comum que esses valores adicionais representem cerca de 25% do orçamento inicial.

Considere também o número de usuários que terão acesso à plataforma (sejam eles funcionários, terceiros ou clientes). Em geral esse é um fator que compõe o custo do serviço.

  • Quem vê cara, não vê coração

Não basta ser bonita, tem que considerar a interface com o usuário. Avalie se a navegação é intuitiva.


E então? Me conta!

Ficou alguma dúvida? Você está a procura por um LMS nesse momento?

Por favor, siga e goste de nós:
Precisa de um LMS Moodle?

Acessibilidade no Tema Moove para Moodle

Gosto de pessoas criativas, e quando estas resolvem criar soluções que impactam não devem ficar ocultas, hoje os méritos vai para Willian Mano Criador do thema Moove que está disponível gratuitamente no repositório do Moodle.

Willian Mano continua agregando valor no desenvolvimento do tema Moove, ele continua tentando atender às expectativas dos usuários, além de oferecer novas funcionalidades.

O mesmo assumiu um desafio sobre acessibilidade em ambientes virtuais de aprendizagem. Diversos usuários após testar e revisar o Moodle e os temas gratuitos, chegaram à conclusão de que o tema Moove é o mais acessível e inclusivo.

Aproveitamos a oportunidade para falar sobre melhorias que poderiam ser feitas, bem como novos recursos. Nessa conversa, descobri que o bloco de acessibilidade do Moodle está desatualizado e até mesmo procurando um novo mantenedor. Willian Mano decidiu incorporar os recursos do plugin do bloco de acessibilidade do Moodle ao tema, além de adicionar mais alguns recursos.

Porque a acessibilidade é importante

 

Porque a acessibilidade é importante

No passado, tive a oportunidade de trabalhar com uma pessoa com deficiência visual e, na época, vi o quão importante é ter um site nos padrões acessíveis. Desde então, tenho tentado aplicar esses padrões, da melhor maneira possível, em todos os trabalhos que faço e no tema Moove encontrei as melhores opções.

Configurações de tema

Moove possui um botão de configurações

Configurações de tema

Agora, o tema do Moove possui um botão de configurações. Clicar neste botão exibe uma janela modal, onde o usuário pode configurar o tema. Nesta versão inicial, temos apenas 2 opções:

Janela modal de configurações de tema

Janela modal de configurações de tema

Janela modal de configurações de tema
  1. Tipo de fonte – atualmente, existem apenas opções para escolher entre a fonte padrão e a fonte OpenDyslexic. Esta é uma nova fonte de código aberto criada para aumentar a legibilidade dos leitores com dislexia.
  2. Ativar barra de ferramentas de acessibilidade – a barra possui opções para aumentar e diminuir o tamanho da fonte do site, e três tipos diferentes de contraste de texto podem ser escolhidos.

A barra de acessibilidade foi inspirada no bloco de acessibilidade, mas todo o javascript foi reescrito, além de como as folhas de estilo são exibidas.

O bloco de acessibilidade funciona apenas nos cursos em que está presente; portanto, você pode ter configurações diferentes (como tamanhos de fonte diferentes) para cursos diferentes, isso pode causar confusão para os usuários.

Quando ativada, a barra de acessibilidade é exibida na parte superior do site, como você pode ver abaixo.

barra de acessibilidade

Barra de ferramentas de acessibilidade

E na imagem abaixo, você pode ver o tema com a fonte OpenDyslexic em ação.

fonte OpenDyslexic em ação.

Tema com a fonte OpenDyslexic

Então, se você gostaria de ter instalado este Moove que é um tema do Moodle que torna os ambientes on-line mais limpos e intuitivos para alunos e educadoresSinta-se à vontade para me enviar um email: (lazarojcs @ gmail.com).

Links interessantes

 https://github.com/willianmano/moodle-theme_moove/blob/master/classes/api/accessibility.php

https://moodle.org/plugins/pluginversions.php?plugin=block_accessibility

 https://moodle.org/plugins/theme_moove

Fonte:https://medium.com/@theme_moove/moove-theme-2020-and-accessibility-d1b921ee7073

Por favor, siga e goste de nós:
Aprendizagem baseada em vídeo – benefícios e dicas no eLearning

Aprendizagem baseada em vídeo – benefícios e dicas no eLearning

Você já ouviu falar sobre o quão realmente poderoso é o aprendizado baseado em vídeo? A aprendizagem baseada em vídeo é o conhecimento ou as habilidades adquiridas ao ser ensinado usando vídeos.

O vídeo é a forma mais eficaz e diferenciada de mídia no ambiente virtual de aprendizagem. Há uma grande quantidade de pesquisas que mostram que os alunos entendem mais e retêm informações com mais eficácia usando o vídeo.

3 Benefícios da Aprendizagem Baseada em Vídeo

  1. É rentável. Os vídeos podem ser criados usando simplesmente um dispositivo móvel ou uma câmera conectada ao seu computador. Fora isso, tudo o que você precisa é de um software de edição de vídeo e um microfone.
  2. Eles são fáceis de fazer. Devido à simplicidade dos componentes necessários e aos avanços da tecnologia, não leva muito tempo para criar um vídeo instrutivo.
  3. É fácil compartilhar vídeos. Há uma grande quantidade de plataformas de hospedagem disponíveis, nas quais você pode facilmente enviar e compartilhar seus vídeos com seus alunos. A maioria dos sistemas de gerenciamento de aprendizado permite que você incorpore diretamente os vídeos no seu curso de eLearning.

Por que a aprendizagem baseada em vídeo é tão poderosa no eLearning?

Existem várias razões pelas quais essa estratégia instrucional é uma tendência muito crescente no eLearning, incluindo:

  • Os símbolos visuais são a principal maneira pela qual as pessoas absorvem informações. Adicionar símbolos auditivos para fortalecer essa aquisição de conhecimento, levando o aluno a elaborar as informações.
  • A aprendizagem baseada em vídeo tem a capacidade de fornecer aos alunos os quatro principais fatores relacionados à motivação na aprendizagem (ARCS):
    • Atenção
    • Relevância
    • Confiança
    • Satisfação
  • Os vídeos são uma ferramenta de suporte poderosa, pois ajudam os alunos a visualizar processos por meio de imagens, gráficos e animações.
  • Os vídeos são divertidos, trazendo um toque de entretenimento ao aluno.
  • A aprendizagem baseada em vídeo fornece mais presença social e imediatismo do instrutor no eLearning. O uso de vídeos para a comunicação do aluno por meio de fóruns de discussão habilitados para vídeo e o fornecimento de feedback de avaliação levam a uma autoavaliação, reflexão, engajamento e melhor desempenho do aluno.

Aprendizagem baseada em vídeo nas melhores práticas de eLearning

Os vídeos podem ser usados ​​como ferramentas de ensino valiosas e eficazes quando implementados adequadamente em um curso de eLearning. Revise as seguintes dicas sobre práticas recomendadas: 

  1. O aprendizado é mais eficaz quando distribuído em blocos. Fornecer aos alunos pedaços menores de vídeos é extremamente significativo e eficaz para os alunos. No entanto, não há problema em fornecer aos alunos vídeos mais longos, quando necessário.
  2. Foi demonstrado que os alunos preferem multimídia que possibilita aprendizado ativo. Vídeos que estão em conformidade com o pensamento cognitivo com a aprendizagem de multimídia geralmente são mais atraentes e memoráveis, especialmente quando se trata de aprender informações e processos mais complexos.
  3. Os vídeos nem sempre precisam ser sérios. Variações na fala e / ou adição de piadas é uma ótima maneira de ajudar o aluno a se conectar melhor com o tópico.
  4. Abrace a imperfeição. É útil para instrutores de eLearning ou designers instrucionais entenderem os desafios tecnológicos na criação e compartilhamento de vídeos. Isso ajudará o instrutor a parecer mais humano.
  5. Escreva suas idéias com antecedência, forneça notas resumidas e evite vídeos regravados.
Por favor, siga e goste de nós:
Criando um vídeo instrutivo para um curso de eLearning

Criando um vídeo instrutivo para um curso de eLearning

Em ambientes de aprendizado on-line, a utilização da tecnologia no formato adequado é fundamental para os estilos de aprendizado de muitos alunos. Pode-se cansar-se de ler parágrafo após parágrafo de uma palestra, ansiando por um estilo de instrução mais atraente.

É aqui que o uso da mídia instrucional entra em jogo. Incorporar idéias normalmente ensinadas em um ambiente presencial, adaptando-as a um vídeo instrutivo, proporciona aos alunos um descanso refrescante dos métodos de instrução mais tradicionais.

Nesta postagem, você explorará o processo de criação de vídeos instrutivos, explorando alguns dos outros benefícios do uso dessa tecnologia no ambiente online.

Compartilharei com você meus segredos para criar vídeos instrutivos de alta qualidade. Também sei o que funciona e o que não funciona.

O que é um vídeo instrutivo?

Um vídeo instrutivo é qualquer vídeo que demonstra um processo, transfere conhecimento, explica um conceito ou mostra a alguém como fazer algo.

Exemplos  de vídeos instrutivos que  você pode criar incluem:

Micro Vídeos

Os micro vídeos  são vídeos instrutivos curtos, focados no ensino de um tópico único e restrito. Eles geralmente têm menos de um minuto de duração e atraem os consumidores de mídia atuais, que notoriamente têm curtos períodos de atenção.

Vídeos tutoriais

Os vídeos tutoriais  são o método instrutivo obrigatório para ensinar um processo ou fornecer instruções passo a passo. Geralmente, com 2 a 10 minutos de duração, os vídeos tutoriais podem aproveitar vários métodos instrucionais.

Às vezes referidos como vídeos de instruções, os melhores são cuidadosamente planejados e têm um toque profissional.

Vídeos de treinamento

Os vídeos de treinamento são projetados para melhorar as habilidades do funcionário no local de trabalho. As empresas costumam criar  vídeos de treinamento on-line  para cobrir tópicos interpessoais, como treinamento de conformidade e assédio, ou tópicos relacionados ao trabalho, como treinamento de hardware e software.

Os vídeos de treinamento costumam usar imagens de pessoas reais para conectar o treinador e o trainee. Podem ser  vídeos interativos  e geralmente se encaixam em um curso de treinamento maior.

Vídeos de apresentação

O vídeo que você está assistindo agora seria considerado um vídeo de apresentação. A gravação de uma apresentação  torna disponível para o público assistir ao fato – perfeito para pessoas que desejam revisar e reabsorver o conteúdo ou para aquelas que podem não ter podido comparecer pessoalmente. Isso pode ser tão simples quanto gravar apenas o áudio de uma apresentação ou tão avançado quanto gravar slides de pontos do PowerPoint, uma webcam e um microfone separado ao mesmo tempo.

A captura de palestras e apresentações tende a ser mais longa que um vídeo tutorial e abrange a duração de toda a aula ou apresentação. Isso os torna mais demorados para consumir e requer um nível mais alto de investimento do público.

Vídeos Screencast

Os screencasts  tendem a ser rápidos e informais e geralmente são destinados a um público menor do que os vídeos tutoriais. Esses vídeos são gravações de vídeo digital da tela do computador e geralmente incluem narração em áudio.

O formato se presta ao ensino just-in-time, onde um instrutor, colega ou gerente pode criar rapidamente um screencast para responder a uma pergunta ou esclarecer um conceito problemático. Freqüentemente considerados vídeos “descartáveis”, os  screencasts podem ser feitos rapidamente , com menor valor de produção e para uma finalidade específica – geralmente com uma vida útil curta.

Como você pode ver, os vídeos com instruções têm vários nomes diferentes. Mas, se você precisa criar um vídeo de instruções ou um tutorial, o objetivo é o mesmo. Ao contrário de outras formas de vídeo, um vídeo instrucional o instrui. É claro que, embora você não queira vídeos chatos, seu principal objetivo é que os espectadores compreendam e aprendam o que você está ensinando a eles.

Por que criar um vídeo instrutivo?

O eLearning oferece uma série de benefícios e desafios para o aluno e o instrutor. Um dos benefícios mais populares é a flexibilidade no tempo e no local. Os cursos assíncronos possibilitam que estudantes de todas as esferas da vida, em todas as regiões, promovam sua educação e treinamento.

Embora a maioria dos estudantes aprecie os benefícios dessa liberdade, alguns alunos acham que é difícil criar uma conexão pessoal com outros alunos e o instrutor em um ambiente on-line. Conexões e interações com outras pessoas é um aspecto importante do aprendizado e, como tal, é importante que os instrutores ofereçam oportunidades para essas conexões ao criar cursos on-line.

A pesquisa mostrou que um senso de presença e imediatismo do instrutor tem uma correlação positiva com a aprendizagem e a motivação dos alunos. Esses são alguns dos princípios que realmente distinguem o ensino a distância de qualidade de um programa que simplesmente entrega conteúdo.

O imediatismo do professor é a conexão pessoal e social estabelecida entre o aluno e o instrutor. Dedicar um tempo para estabelecer essa conexão com seus alunos geralmente criará um ambiente em que o aluno provavelmente participará e, se necessário, buscar assistência. A presença social é criada quando a comunicação aluno-professor e aluno-aluno está em um nível em que emoções e pensamentos são compartilhados e cada um é visto como uma “pessoa real”.

Criar um senso de proximidade e presença social do instrutor pode ser um desafio para um instrutor on-line. Comunicação forte e consistente é uma boa maneira de criar uma sensação de imediatismo e presença social. Uma das muitas estratégias de comunicação que um instrutor pode utilizar para enfrentar esse desafio é o uso de vídeo.

O vídeo não apenas permite que seu aluno ouça sua voz, mas também você e sua linguagem corporal e expressões faciais. Cada um desses elementos trabalha de maneira coesa para fornecer aos alunos uma conexão inicial com o instrutor, o que pode ajudar os alunos a permanecerem motivados. Essa é uma maneira dos instrutores não apenas disseminarem informações, mas também se humanizarem aos olhos dos alunos.

Aqui estão algumas estatísticas que podem lhe interessar em relação aos vídeos:

  • As pessoas preferem assistir a um vídeo em um curso 4 vezes mais do que em outra forma de mídia.
  • Dois em cada três funcionários concluem melhor as tarefas quando as instruções são fornecidas visualmente e absorvem as informações 7% mais rapidamente.
  • É provável que 7 em cada 10 millennials assistam a um vídeo em vez de ler texto.
  • O conteúdo educacional e de aprendizado é visualizado mais de um bilhão de vezes por dia no YouTube

Erros comuns que as pessoas cometem ao criar vídeos

Quando se trata de criar vídeos instrutivos, existem alguns erros comuns que as pessoas cometem. Aqui estão alguns que você pode evitar facilmente:

1. Não conhecendo seu público

Conhecer o seu público é fundamental. Se você não conhece seu público, é praticamente impossível criar um vídeo útil. A compreensão do seu público guiará as principais decisões sobre seus vídeos.

Informações gerais são úteis, mas pensar em um indivíduo específico que é representativo do seu público-alvo – quais são os problemas deles, por que eles assistirão ao seu vídeo, o que eles gostam e o que não gostam – o ajudarão a criar um vídeo mais focado e detalhado . Consulte o curso, Analisando seus alunos, para entender melhor seu público.

2. Tentando aperfeiçoar

Muitas vezes as pessoas se preocupam em deixar as coisas perfeitas. É bom lembrar que perfeito é uma ilusão. Se você começar com a perfeição em mente, isso paralisará seu processo criativo e você lutará para começar.

Lembre-se, o objetivo de criar conteúdo de vídeo não é criar o   vídeo perfeito , é criar um vídeo que ensine alguma coisa.

3. Preocupar-se demais com o equipamento

É fácil ficar impressionado e sentir que você não tem as ferramentas certas para criar vídeos de qualidade. É divertido ter o melhor e mais recente equipamento, mas está longe de ser uma necessidade. Aprenda o básico e comece a atualizar suas ferramentas. Não é necessário equipamento sofisticado para criar ótimos vídeos.

Todos nós assistimos a vídeos instrutivos de uma forma ou de outra. Criar esses vídeos pode parecer um desafio, mas com essas dicas e truques você pode perceber que não é tão difícil quanto pode parecer. Recomendamos que você execute algumas etapas para ajudar a sua produção de vídeo sem problemas.

Aprenda a criar um vídeo instrutivo

 

Por favor, siga e goste de nós:

Aproveitou este Site? Por favor, espalhe a palavra :)